"Perguntaram a uma mãe qual era seu filho preferido!
E ela respondeu: "Nada é mais volúvel que um coração de mãe".
O filho predileto, aquele a quem me dedico de corpo e alma é o meu filho doente até que sare... O que partiu, até que volte... O que está cansado, até que descanse... O que está com fome, até que se alimente... O que está com sede, até que beba... O que está estudando, até que aprenda... O que está nu, até que se vista... O que não trabalha até que se empregue... O que namora, até que se case... O que casa até que conviva... O que é pai, até que crie os filhos... O que prometeu, até que cumpra.. O que chore, até que se cale.. O que me deixou,
até que o reencontre."
Cantinho da Paz