Nas mãos das crianças 
o mundo vira um conto de fadas,
porque na inocência do sorriso infantil,

 tudo é possível, 
menos a maldade. 
Crianças são anjos,
 são pedaços de 
Deus que caíram do céu
 para nos trazer a luz viva que há de fazer ressuscitar
 a verdade que vive
escondida

 em cada um.
De braços abertos 

a criança não cultiva inimigos,
 sua tristeza é momentânea.
 De olhos abertos a criança
 não enxerga o feio, 
o diferente, apenas aceita
 o modo de ser de cada 
um que lhe dirige o caminho.
 De ouvidos atentos a criança
 gosta de ouvir tudo como 
se os sons se misturassem 
formando uma doce
 vitamina de vozes,
 vozes que ela pode imitar, 
se inspirar para crescer.
Questionando, brincando,
a criança está sempre evoluindo, 
achando esse mundo um Paraíso,
 mas a criança sabe no seu interior
 o que é o amor e quer sugá-lo como
se fosse seu único alimento, 
não lhe dê uma mamadeira de ódio, 
pois com certeza sua contaminação
seria fatal e inesquecível.
 Criança me lembra:
cor, amor, arco-íris, rosas,
doce de brigadeiro, 
 tintas das cores:
 vermelha, laranja, azul, amarelo; 
me lembra cachoeira,
 pássaros, dia de festa. 
Ser criança é estar de bem com a vida, 
é ter toda a energia do
 Universo em si.
Aut.Desc.