(Amor de mãe)

Havia nas montanhas duas tribos em guerra. Uma vivia na parte baixa. A outra, na parte alta. Um dia, a parte baixa foi invadida pela tribo do alto. Saquearam a tribo e raptaram um bebê. Levaram a criança para o alto da montanha. A tribo da parte baixa não conhecia os caminhos usados pelo povo do alto. Não conheciam o caminho ao topo, como chegar aos inimigos ou rastrear seus passos pelos terrenos escarpados. Mesmo assim, enviaram seus melhores e mais fortes guerreiros para subir a montanha e buscar a criança. Os homens tentaram diferentes métodos de escalada. Primeiro um caminho, depois outro. Após vários dias de esforços, não tinham subido nem quinhentos metros. Sentindo-se fracos e sem esperança, os guerreiros consideraram a causa perdida e se prepararam para voltar para sua cidade, sem a criança. Enquanto arrumavam suas coisas para a descida, viram a mãe do bebê andando na direção deles. Ela estava descendo a montanha que eles não tinham conseguido subir. Foi aí que viram o bebê amarrado às costas da mulher. Como era possível?! Um dos homens a saudou, dizendo: "Nós, fortes guerreiros, não conseguimos em subir a montanha. Como você chegou ao alto se nós não conseguimos?" Ela encolheu os ombros e respondeu: "
É que não era o filho de vocês que estava lá."

(autor desconhecido)